Posts made in 2009


Jantar anual da EMACO 2009


Posted By on Dez 14, 2009

  • publicado por José António Lourenço Martins Baptista

Jantar Anual e de Natal da Espaço e Memória – Associação Cultural de Oeiras. Excelentes momentos de convívio dos sócios e apresentação do Plano de Actividades para 2010 (previsional) e apresentação do novo site: www.espacoememoria.org.

Read More

Jantar Anual Espaço e Memória

[ reportagem vídeo ]

José António Baptista

Como muitos sabem, realizou-se no último sábado, 12-12-2009, no restaurante A Quinta, em Oeiras, o já tradicional Jantar Anual da nossa Associação, que contou como é hábito com casa cheia.

Para além dum serviço esmerado e dum excelente repasto, o convívio entre os associados foi agradabilíssimo.

Como notas dominantes o encontro contou com a apresentação do Plano de Actividades para 2010 (previsional) e com a apresentação também do novo sítio web, até agora em desenvolvimento, mas que passou a estar definitivamente online e acessível a todos.

Para terem uma ideia do que se passou e um pouco ao jeito de ‘brincadeira’, pois não somos profissionais nesta matéria e não encontrámos nenhum feiticeiro disponível para nos dar umas lições…, esperando que seja do vosso agrado, apresentamos um curto vídeo que realizámos:

…………………………………

Publicada por José António Lourenço Martins Baptista 

Read More

Aspectos de Oeiras na Época Pombalina

de 20 de Julho a 07 de Setembro

no Pátio da Casa das Queijadas / Rua 7 de Junho de 1759

  • A quinta do Couto e do Proença Célia Florêncio
  • Símbolos e espaços do poder municipal: a Câmara, o Largo e o PelourinhoFátima Rombouts de Barros
  • A construção do espaço concelhio – Filomena Serrão
  • Mar e guerra na Oeiras Pombalina – um novo porto, uma nova fortificação Joaquim Boiça
  • A Feira Agrícola e Industrial de Oeiras de 1776 Jorge Miranda
  • A arquitectura religiosa de Oeiras – José Meco
  • O vinho de Carcavelos e o Marquês de Pombal  Mário Lisboa
  • O Quadro de Pombal de Louis.Michel Van Loo. Aspectos artísticos e iconografia marítima – Paulo Santos
Read More

um crime hediondo em Oeiras


Posted By on Abr 13, 2009

Da autoria de José António Lourenço Martins Baptista, a sua homenagem a Gomes Freire de Andrade:

Desde os primeiros alvores da humanidade que as culturas humanas praticam dos mais diversos modos e múltiplos rituais o culto da morte. O desconhecido que esta representa exige que se encaminhe em segurança o espírito daquele que feneceu e se recolham os seus remanescentes como memória da sua breve passagem por entre nós, pobres mortais.

Morin dá-nos algumas pistas para a compreensão deste fenómeno, de contornos habitualmente tão dramáticos nas nossas sociedades. Eis a que me parece, na minha modesta opinião, a sua mais preciosa afirmação: A morte não tem «ser».
Esta ausência de «ser», faz da morte algo incontrolável, obscuro, desconhecido, sinistro, e por isso merecedora do maior temor, quando não terror, e respeito.

De um modo geral todas as sociedades e culturas humanas tratam os seus mortos com grande respeito e dignidade.
Com exéquias, liturgias e rituais de inumação que dignificam quer o falecido, quer os familiares e amigos, quer o mundo que abandonou para sempre.
Mas este não foi o caso…

Read More